+ fotografia abstrata, fotografia conceitual, geometria, geométrico, fotografia autoral, fine art photography, art, arte brasil, fotógrafos brasileiros, fotografia contemporânea, ordicalder, ordi calder, fotografia edição limitada, arte investimento, fotografia para colecionar
Fotógrafo Fine Art com trabalho Autoral reconhecido e premiado em dezenas de exposições e concursos e publicações, nacionais e internacionais, Ordí Calder percebe a poesia que subjaz ao "Real construído em formas geométricas". Seu Olhar é seduzido pelas formas estéticas desenhadas de luz do sol em sombras, ao incidir estruturas e artefatos construídos pelas mãos humanas. A Geometria é um valor imutável dos Cosmos, como as Cores e as Notas musicais e a Eletricidade. Calder entende suas fotografias como mandalas que transmitem através da luz refletida no presente, que ativam as ondas capturadas, no ponto intrínseco formado por seu ponto de vista inextricável, a câmera fotográfica e, a realidade que presenciava naquele momento do Continuun Espaço-Tempo. A nível Quântico, somos todos feitos de ondas a vibrar desde o Vácuo Quântico e quando há o encontro de nossas ondas, nossa frequência, com as ondas capturadas nas Obras de Ordí Calder (acontece) o extraordinário encontro de ondas que podem transcender aquele momento e criar outras ondas, que criam outras... ou, a depender das frequências, sendo de alturas diferentes, uma onda suplanta a outra, n repercutindo em subjetivos enlevos de subjetividade. N repercutindo em viagens interiores a despertar memórias, associações, metáforas e comparações, n despertando a alma.

A arte subjaz ao real..

Biografia

Ordi Calder (31, Paraná) è un editoriale fotografo concettuale,
Specialista di progettazione grafica (Anhembi-Morumbi - 2008) e la Laurea in Storia (UFMT 2006).

Dal 2001 il loro Calder esalta la poetica fotografica "alla base" la percezione delle scene reali che vengono esposti i punti e le linee dell '"equilibrio inestricabile" forme di poesia e di questi elementi, camuffato "da" realtà quotidiana.

Tra il 1994 e il 2006 visse a Cuiabá Ordi Calder, dove ha studiato storia e suonato in una band come bassista;

Tra il 2006 e il 2008 risiedeva a St. Paul per assistere laureato in Graphic Design;
Tra il 2008 e il 2010 è stato restituito a Cuiaba e poi si diresse per dedicarsi completamente all'arte della fotografia, a scapito di altre attività.
Dal 2010 vive a Cabo Frio, Rio de Janeiro.

Mostre Personali:
2010 - Intersezioni del Tempo - Acqua Box Hill Vecchio Museo
2009 - ortografia luce fatti Grafica - SESC Arsenal
2007 - Mostra Virtuale Tutti elementi -
2006 - Menzione d'onore di Look Cuiabá Primo - Varie, Museo dell'Immagine e del Suono

Giovani d'Arte Sala del Mato Grosso
2004 - partecipato Sale d'Arte della Gioventù del Mato Grosso
2003 - Partecipazione nelle sale del Mato Grosso Giovane Arte


Influenze

Salvador Dali, Thomas Farkas, Picasso, Van Gogh, Sebastião Salgado, Ansel Adams, Cartier-Bresson, Boris Kossoy, Eliott Erwitt, Ernst Hass

Ordí Calder

L'artista al lavoro

Ordi Calder, fotógrafo fine art internacional
Realizzato da Artmajeur